segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Tédio (Com Um T Bem Grande Pra Você)


Participei da Coletânea "É A P* Do Brasil" que celebra os 30 anos do lançamento do álbum "Que País É Este" da "Legião Urbana". A música que escolhi foi a Tédio (Com Um T Bem Grande Pra Você), fiz uma pegada Drum & Bass do Paraguai com uns toques de escaleta e com os Riffs da guitarras originais ultra esticados. Para baixa o álbum




No disco original tem esse texto explicando a faixa: "A terceira música da época em que Renato Russo tinha o Aborto Elétrico. Sempre quisemos ter uma música entre parênteses. Algo como "(I Cant't Get No) Satisfaction" ou então "(baby, I'm On) Fire". Faz parte da primeira leva: é de 1979 e totalmente boba. Gravada em primeiro take é ótima para festas e era uma espécie de hino dos punks de Brasília naquela época. Os mais modernos podem cantar Césio com um C, se desejarem. Só não foi incluída no primeiro disco por que achamos que deveríamos falar sobre coisas mais sérias. Soldados, por exemplo. Na verdade, foi mesmo porque o Biquíni Cavadão já tinha gravado uma música com o mesmo nome."


quinta-feira, 16 de março de 2017

REGISTRO ARQUEOLÓGICO SOBRE O SÉCULO XX


Há muitas gerações atrás existiam povos que se acotovelavam nos cantos do planeta Terra e eram até interessantes pelos seus costumes. Seus habitats naturais eram milhares de construções de concreto que chegavam até 200 metros de altura, eram interligadas por caminhos de superfície e subterrâneos. Por essas passagens os humanos circulavam andando ou dentro de veículos (caixotes de metal sobre rodas, movidos a combustão e propulsão).

Esses veículos, somados as fábricas de variados tipos, mantinham sempre as cidades, o ar, os alimentos, as águas dos mares e rios e toda a vegetação (que era escassa) super poluídos. Existiam papéis ilustrados e numerados chamados de “DINHEIRO” que representavam um determinado poder e eram usados para comprar desde alimentos e pedaços de terra, até pessoas e seus direitos. A violência para consegui-lo aumentava cada vez mais e sua distribuição era assim: quanto mais as pessoas trabalhavam, menos eles ganhavam – Era o caso dos funcionários que passavam a vida inteira recebendo ordens e pressões. O planeta era dividido em países e cada país tinha um líder que possuía o comando e era escolhido pelo mesmo povo que ele pisava e explorava. Quando um líder se desentendia de outro, eles mandavam de seus países, os jovens (Pessoas que estavam na melhor fase da vida) à um determinado lugar para lutarem até a morte. Assim, o lado que matasse mais jovens, vencia e impunha seus interesses.

Haviam males que matavam muitas pessoas como doenças, vícios e subnutrição, mas não eram curados por que todas as atenções dos líderes estavam voltadas para o comércio bélico (venda de armas entre os países para matar seus povos), o que gerava muito mais dinheiro. O mundo então desenvolvia incessantemente sua tecnologia, eletrônica e mecânica, que podiam ser usadas para acabar com todos os males, mas sempre eram aproveitadas para as guerras (os já ditos desentendimentos de líderes) e para a escravidão e repressão das pessoas. Poucas dessas pessoas tinha acesso ao conhecimento e à cultura, pois existiam patrulhas ideológicas. Quem não concordava com todas aquelas injustiças era torturado ou isolado por todos.

NÃO EXISTIA LIBERDADE nem de falar e nem de pensar! Todos deviam ser como mandavam os líderes e a tv (aparelho eletrônico que iludia e alienava diariamente e que todas pessoas usavam).

Nas cidades maiores existiam crianças abandonadas, venda de sexo, suicídios, gangs assassinas e muito, muito lixo (industrial, atômico e humano), tudo em grandes escalas.
Assim, a terra passou o século XX cheia de guerras, solidão, humilhações, crises, competições e frustrações. Muitas pessoas se importaram e lutaram por um mundo melhor. Existia uma tabuinha com o título de DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS que surgiu para esperançar os já cansados e iludidos seres comuns. A humanidade matava por ganância, por vingança ou por simples prazer.

CONLUSÃO:
De onde viemos e para onde vamos é algo que realmente é secundário em nosso objetivo inicial da pesquisa. O que importa é que o ser humano caminha ou caminhou errante em grandes e solitárias multidões, sempre se perdendo e sempre reinventando um caminho. A necessidade criou a solução e a preguiça foi a causadora de perdas irreparáveis. O homem cria o homem que destrói o homem, para poder recria-lo. Mas sempre houveram os super-dotados. Dentre eles um dos principais culpados pelo desencadeamento da energia nuclear, muito embora sem saber; EINSTEIN. Uma frase sua está prestes a tornar-se realidade. Reza ele que: “QUANTO A 3º GUERRA MUNDIAL, EU NÃO SEI, MAS A 4º SERÁ FEITA COM PAUS E PEDRAS.”

Ass.: Roberto Peixoto
(Texto extraído do encarte do CD “PELA PAZ EM TODO MUNDOdo CÓLERA)

sexta-feira, 13 de maio de 2016

S​.​A. (Belchior cover)


S​.​A. (Belchior cover)



Para participar do #PartiuBardoAnísio o tributo ao Belchior eu precisava achar uma letra bem punk que metesse o dedo na ferida e rasgasse, ei que achei essa faixa bem desconhecida do grande público. Saca só:
Assaltantes bêbados índiosnordestinos retirantesprostitutas pivetes punkssuicidas solitáriosde onde eles vemvi( ci ) ados velhos vagabundosde onde eles vem?
Sacos de plásticos, latas amassadas, copos de papelesquecidos no estádio depois do jogo e das feiras.Miseráveis sempre sem pão, e daqui a pouco sem circo,coisa cuja visão da vontade de morrer.
E a gloria? E a gloria!E a honra dos seres humanos que Deus crioupos um pouquinho só abaixo dos seus anjos?
Mas esses senhores não querem nadanão querem perder tempocom essa porcaria que se chama gente.
``Eu não sou cachorro não,pra viver tão humilhado``

Para Baixar o álbum completinho pra ver outros trabalhos basta clicar AQUI.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Thug Life e Os 26 Mandamentos



Muito mais que uma tatuagem da moda, um meme, uma camisa pra tirar onda, ou um foto pro seu perfil, Thug Life é um estilo de vida, Thug Life é um código de conduta, é um lembrete perpétuo pra que não esqueçam que pessoas morreram pra vocês estar aqui hoje.


Thug Life, foi originalmente, um movimento social e desvinculado de ONG's (Graças a Bambaataa), o código foi criado por Tupac e seu tio, Mutulu Shakur,  com a ajuda de outros membros de gangues. A tradução desse  significa vida bandida. Porém essa vida bandida para Tupac, tinha um sentido diferente. Ele na verdade, criou esse termo para tentar diminuir o índice de violência e morte nas regiões pobres dos EUA, e expor a dificuldade de se viver nessas áreas.


Esse termo é uma sigla que significa "The Hate U Gave Little Infants Fucks Everyone - O ódio que você passa para as pequenas crianças fode todo mundo." Gangues de várias cidades americanas com altos índices de violência concordaram em usar o código Thug Life.


O código Thug Life surtiu grande efeito na sociedade, diminuindo drasticamente assassinatos e outros crimes nas regiões mais violentas dos EUA, porém gerou grande discórdia e ódio por parte do governo norte americano, uma vez que suas políticas contra o crime, não trazia bons resultados.




Vários bairros dominados por gangues funcionavam por dentro do código e apesar dos incides de violência e mortalidade estarem aumentando, nos bairros que aderiram ao tratado não há índices relevantes de tiroteios em escolas, festas ou atuação de crianças em gangues . Porém analistas de criminalística e jornalistas sugerem que o código Thug Life tenha sido esquecido , mas esses analistas não observam o fato desses crimes que vão contra o código acontecerem somente em locais fora de Los Angeles (local onde se concentra a maior parte das gangues) e longe de territórios dominados pelos Crips e Bloods (principais adeptos do tratado). Wikipedia


Os 26 Mandamentos


1 - Os mais novos nesse jogo precisam saber:
a. Ele ficará rico.
b. Ele irá pra cadeia.
c. Ele irá morrer
2 - Líderes de gangue: Você é o responsável pelo pagamento dos outros membros.Sua palavra deve ser como um contrato.
3 - Um rato em sua gangue será um rato em todas.Ratos são como uma doença, cedo ou tarde iremos pegá-la.
4 - O líder de uma gangue deve escolher um diplomata, e descobrir meios de resolver disputas.A união faz a força!
5 - Roubar carros em nossa área é contra o código.
6 - Traficar para crianças é contra o código.
7 - Fazer crianças traficarem é contra o código.
8 - Sem tráfico nas escolas.
9 - Desde que o rato "Nicky Barnes" abriu a boca, caguetar os irmãos virou uma prática comum para muitos. Não para nós.
10 - Caguetas fiquem longe daqui.
11 - Os garotos de azul (polícia) não controlam nada, nós sim. Controle a área e a deixe segura.
12 -  Não trafique para mulheres grávidas. Você estará matando um bebê. Isso é genocídio.
13 -  Conheça seu alvo, quem realmente é seu inimigo.
14 -  Civis não são um alvo, logo, devem ser poupados.
15 - Lesões em crianças não serão perdoadas.
16 - Atacar alguém que vive com a família não é permitido.
17 - Brutalidade sem sentido e estupro deve acabar.
18 - Nossos irmãos mais velhos não podem sofrer abuso.
19 - Respeite nossas irmãs. Respeite nossos irmãos.
20 - Mulheres da vida devem ser respeitadas, se elas se derem ao respeito.
21 - Disputas militares a respeito de negócios dentro da comunidade devem ser tratadas com profissionalismo e fora da nossa própria área.
22 -  Sem tiroteios em festas.
23 - Shows e festas são terreno neutro. Não atirem!
24 - Conheça o código, ele é valido para todos.
25 - Seja sagaz. Ande lado a lado com o código da Thug Life.
26 -  Proteja a você mesmo sempre.

Fonte da imagem de capa: http://curtisblade.deviantart.com/



sexta-feira, 19 de junho de 2015

O Dedo De Deus - MC Berro D'Água feat Maxete (Arrigo Barnabé Cover)


O Dedo De Deus - MC Berro D'Água feat Maxete (Arrigo Barnabé Cover)




Musica original do inimigo público número um, Arrigo "mindfuck" Barnabé e Mario Manga, lançado originalmente no álbum Supeito (1987),  alguns atribuem essa música como o Primeiro Rap "intencional" brasileiro, sendo Arrigo o cara da vanguarda faz todo o sentido.

Essa versão foi produzida para participar no podcast Euterpe Despedaçada, que prestou as devidas homenagens desse impar da música brasileira, e dissecou a obra do menino. para ouvir é só clicar AQUI. Nessa versão contei com a presença da galera do Maxete, fazendo todo o caldo pra dar sustância a obra espero que apreciem.


sexta-feira, 12 de junho de 2015

Ensaio Porra, é só um ensaio


 
Apenas uma sessão ao vivo de um ensaio gravado sem intervalos nem firulas, era uma pauleira atras da outra, de alguns sons que estou trabalhando, de algumas coisas que ainda estão por vir, não sei quando, mas sei que virão, pois o processo é lento porém perpétuo. 

- Intro
- Resumo dos Anos 90 (segunda parte), do Álbum Versando com o Ti (Sem data para lançamento).
- Resumo dos anos 90 (primeira parte), , do Álbum Versando com o Ti (Sem data para lançamento).
- A volta do Malandro/desafio do malandro (Chico Buarque Cover), da peça Opera do Malandro.
- Ana Clara machado (grind Edit), do álbum Total Bummer (Sem data para lançamento).
-  Clarice Lispector (grind Edit), do álbum Total Bummer (Sem data para lançamento).
- Molotov do álbum Bond do Baque torto (Sem data para lançamento).
- Tédio com T bem grande pra você (Legião Urbana Cover), do álbum Que País É Este.
- Selvagem (Paralamas do Sucesso cover), do álbum Selvagem.
- Preta preta pretinha (Novos Baianos cover)
- Marginal-Mente, do Álbum Versando com o Ti (Sem data para lançamento).

Repara não galera, mas é só um ensaio !!!PORRA!!!